"Acho que a música sempre esteve dentro de mim. Me lembro de ouvir na adolescência, em uma fita cassete, ‘Higher State of Consciousness’, do Josh Wink, e aqueles timbres da TB-303 causaram uma forte impressão no meu núcleo. Eu fiquei grudado naquilo. Comecei a produzir música eletrônica no computador com 13 anos, e desde então lanço minhas faixas em plataformas digitais e as compartilho com as pessoas. Fui amadurecendo minha sonoridade e técnica musical. Em 2014, fiz o meu primeiro lançamento por um selo, o Step In Records, de São Paulo, e tive minhas faixas circulando nas principais plataformas de streaming. Depois desse lançamento, me apresentei na Virada Cultural de SP, como convidado do selo Metanol, e também participei com uma faixa da coletânea Hy Brazil, do produtor Chico Dub, com cobertura internacional, inclusive da revista 'Spin', referência na cobertura musical. Lancei também um EP pelo selo TRNQR do produtor Bruno Belluomini. Fui assunto de reportagens de sites especializados como a revista Vice e da coluna do jornalista musical Thiago Ney. Minhas referências incluem o techno (Detroit, minimal, hardcore), house, experimental, Tropicália, ambient, post-punk, rock psicodélico, electro etc. Nos últimos anos, venho explorando, principalmente por meio da poesia e dos vocais, novas – e mais amplas – dimensões para o meu som."
– Marcus couto aka marcvs
Back to Top